2 de maio de 2016

[Resenha] Crônicas de Redenção - M.A. Costa





O lançamento do livro “Crônicas de Redenção” do escritor M.A. Costa é indicado tanto para os fãs da saga Redenção, como para quem ainda não conhece a série iniciada com o livro 1 – Redenção: Legionella – mas adora um sci-fi distópico de qualidade.





Crônicas de Redenção - M.A. Costa


        A qualidade já impressiona no exemplar da edição física que dá orgulho de exibir na estante. Além do papel mais grosso e amarelado facilitarem a leitura, a arte da capa coloca o leitor no clima do enredo.
         Assim como Tolkien aprofunda a experiência do universo de O Senhor dos Anéis com o excelente livro anterior, O Hobbit; “Crônicas de Redenção” faz o mesmo ao reunir oito contos referentes a trama apresentada em Legionella. Foi por esse motivo que eu optei em ler primeiro esse prequel do livro 1.

         Os dois primeiros contos nos fazem refletir em como nossa época entrará na história. Da mesma maneira que a vida de uma garota normal, retratando seu cotidiano foi o relato mais pessoal e angustiante da Segunda Grande Guerra a chegar a posteridade em O Diário de Anne Frank; o autor nos apresenta por meio das gravações do jovem Heydar as narrativas da invasão de Teerã em 2312.
         Por intermédio das gravações, ouvimos as consequências hediondas de uma invasão para a população. Mesmo as causas sendo justas, como as exibidas no livro, é impossível não lembrar das imagens reais dos bombardeios que testemunhamos nos jornais de hoje, com hospitais, escolas e famílias destruídas também em nome da paz. Porém, qual seria a alternativa? Permitir que um governo imponha suas crenças e modo de vida para o mundo? Ou a intervenção numa futura Teerã por Aamir Singh, o homem mais rico do mundo, seria a única alternativa?
         As indagações levantadas em um mundo do futuro são as mesmas suscitadas na atualidade, incluindo a vulnerabilidade causada pela dependência tecnológica.
Ainda abordando questões que nos são caras hoje, o conto “Valker” chega a cortar o corações ao acompanhar de forma quase poética as lembranças da infância de Valker Kipsang, onde a pobreza, drogas e violência, numa guerra silenciosa, moldam sem misericórdia uma criança inocente.


         Agora, o ponto alto das “Crônicas de Redenção” são os contos referentes aos Metrovinos. A saga desse povo formado após um grande terremoto no metro de Xangai, que mudará a história da humanidade, consome grande parte do livro. Sua origem, a luta pela sobrevivência e para se organizarem, embasado em uma trama complexa e bem estruturada, torna impossível largar a leitura.
         O bônus ficou a cargo do primeiro conto sobre os Metrovinos que foi traduzido para o inglês no final do livro. É excelente para treinar esse idioma.
         Suspense, drama e ação permeiam a escrita de M.A. Costa, provocando reflexão em cada página, fazendo com que qualquer um dos contos de “Crônicas de Redenção” fosse digno de figurar em um dos livros de Isaac Asimov – autor de Eu, Robô, entre tantos outros livros que eu admiro.

Conheça mais e adquira a saga Redenção por esse link (é só clicar na imagem abaixo).
        

            



16 comentários:

  1. Oi, Tati!
    Eu não conhecia essa série, mas curti bastante a premissa. Vou dar uma olhada melhor.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Luiza!
      É uma ótima leitura, super envolvente. :)
      Beijos!

      Excluir
  2. Eu não conhecia a saga, mas a sua associação com o Hobbit me fez criar um interesse. Mas confesso que ultimamente está tão corrido, namorado falando na minha cabeça de intercâmbio, que parei um pouco de ler! Tenho que terminar urgente GIRLBOSS.

    beijos, Love is Colorful

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Bárbara!
      A vida é corrida mesmo, mas não deixe de ler pelo menos uma página por dia para diminuir o estresse. Faz bem para a saúde :)
      Beijos!

      Excluir
  3. Oiii Tati

    Eu não conheci essa série não, tem uma pinta bastante interessante. Bom eu sou suspeita pra falar porque eu curto muito o gênero do livro....rrsrs
    Achei bastante legal, gostei da resenha, se puder ter a oportunidade de encontrar o livro por ai, certamente vou querer ler, quando haja terminado tantos pendentes que eu ja tenho aqui empacados

    Beijos

    naprateleiradealice.blogspot.com.ar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Alice!
      Aproveite o link no final da resenha para conhecer os outros livros da saga. Eu estou amando a leitura!
      Beijos!

      Excluir
  4. Oi, oi Tati!
    Já ouvi falar dessa série, mas não li. A história parece ser incrível, adorei a resenha.
    Beijos!
    Borboletas de Papel | Fanpage

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Aline!
      É muito bom poder indicar um livro de excelente qualidade.
      Beijos!

      Excluir
  5. Não sou daquelas q le vários livros mas esse pareceu ser bem interessante. Amo enredos assim. Parece ser excelente! Amei

    ResponderExcluir
  6. amei flor seu blog,seu post sucesso...

    ResponderExcluir
  7. Não conhecia esta série, mas fiquei com uma vontade tremenda de ler.
    Grande beijo 💗

    ResponderExcluir
  8. Não conhecia a saga. Mas agora acho super válido, dar uma conferida rsrs.

    ResponderExcluir
  9. Adorei o post , fiquei muito curiosa de ler , bjs
    www.evelinruppel.com.br

    ResponderExcluir
  10. Não sou muito fã de Hobbit, porém, essa saga parece interessante.
    Assim que eu ler os que estão na minha lista, procurarei por esse.
    <3

    ResponderExcluir
  11. Olá Tati, fiquei conhecendo a saga através da sua resenha. Gosto muito de ler e me interessei pelos contos.
    Ótimo post!

    ResponderExcluir
  12. Não conheço a série, mas já encantei, gosto muito de saber um pouco do nosso passado, para tentar entender nosso presente. Quero lê-lo sim. Bjs

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...